Unimed Set Maxiboard interno

Notícias

MPMG marca audiência pública para discutir o projeto de construção da Arena MRV

Por Redação, 11/06/2019 às 17:02
atualizado em: 12/06/2019 às 14:03

Texto:

Foto: Divulgação
Divulgação

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio das Promotorias de Justiça de Meio Ambiente e Habitação e Urbanismo de Belo Horizonte, agendou para a próxima terça-feira (18) uma audiência pública para discutir os possíveis prejuízos e benefícios da implantação do projeto de construção do estádio do Atlético, a Arena MRV, no bairro Califórnia, na região Oeste da capital. De acordo com o órgão, no encontro serão abordadas as características ambientais e urbanísticas do local.

A audiência pública será realizada de 19h às 21h no Salão Vermelho da Procuradoria-Geral de Justiça, localizado na avenida Álvares Cabral, 1.690, 1º andar, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul da capital.

Quem quiser acompanhar a audiência pública poderá fazer inscrição na terça-feira (18) no Salão Vermelho da Procuradoria-Geral de Justiça até o início dos trabalhos. Já as inscrições para debatedor e expositor devem ser feitas pelo e-mail pjma@mpmg.mp.br. Outras informações podem ser obtidas pelo no número (31) 3292-6064 ou no site do MPMG.

Suspensão de licença

No dia 13 de maio, o MPMG ajuizou uma ação pedindo a suspensão de licença para construção da Arena MRV. Na ação cautelar de urgência, o MP alega que a obra traz riscos de danos ambientais irreversíveis em Área de Preservação Permanente (APP) no local onde se pretende construir o estádio do Atlético.

O pedido de suspensão imediata do processo de licenciamento ambiental da Arena MRV inclui a Licença Prévia, concedida ao Atlético pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam), para o clube limpar o terreno e instalar os tapumes cercando o local.

*Com informações do MPMG

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link