Notícias

Atlético anuncia demissões de Dudamel, Rui Costa e Marques após eliminação na Copa do Brasil

Por Redação, 27/02/2020 às 01:54
atualizado em: 27/02/2020 às 16:52

Texto:

Foto: Reprodução/TV Galo
Reprodução/TV Galo

Poucas horas após a eliminação para o Afogados, na segunda fase da Copa do Brasil, o Atlético anunciou na madrugada desta quinta-feira as demissões do técnico Rafael Dudamel, do diretor de futebol Rui Costa e do gerente de futebol Marques Abreu. Foi a segunda queda do clube em seis dias. Na quinta-feira passada (20), o Galo caiu para o Unión, da Argentina, na primeira fase da Copa Sul-Americana.

Leia o artigo:  E agora, Sette Câmara?

Saíram do clube junto com Dudamel os quatro profissionais que o treinador trouxe da Venezuela: o auxiliar Marcos Mathías, o preparador físico Joseph Cañas, o analista de desempenho Rodrigo Piñón e o coach motivacional Jeremias Álvarez.

O Atlético comunicou ainda que para o jogo de domingo, às 19h, em Varginha, contra o Boa Esporte, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro, o time será comandado por James Freitas e Lucas Gonçalves, ambos da comissão técnica fixa. A delegação retorna de viagem do interior de Pernambuco e se reapresenta na Cidade do Galo na sexta-feira à tarde para dar início à concentração para o duelo contra o Boa.

Rafael Dudamel, que assinou contrato até o fim de 2021, ficou à frente do Atlético por apenas 54 dias. Anunciado em 4 de janeiro, o treinador deixou a Seleção Venezuelana para assumir o comando do Galo, mas não conseguiu fazer o time jogar. Em 10 jogos, foram quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas, com 53,3% de aproveitamento.

As atuações ruins no Campeonato Mineiro se repetiram na Copa do Brasil. Contra o Campinense-PB, na primeira fase, a equipe alvinegra teve uma apresentação abaixo da crítica, empatou em 0 a 0 e só avançou porque o regulamento classificava o melhor time posicionado no ranking de clubes da CBF.

No Campeonato Mineiro, o Atlético ocupa a quarta posição, com 11 pontos em seis jogos, e está no limite entre os classificados para as semifinais.

Rui Costa

O diretor de futebol sempre foi alvo de críticas de parte dos torcedores pelas atuações no mercado e contratações questionáveis, como o lateral-esquerdo Lucas Hernández, o volante Ramón Martínez e o centroavante Di Santo, todas em 2019. Rui Costa foi anunciado pelo Atlético em abril do ano passado, logo após a derrota por 4 a 1 para o Cerro Porteño-PAR, pela fase de grupos da Copa Libertadores, que também decretou a queda do técnico Levir Culpi.

Em dez meses no Atlético, Rui Costa contratou 11 jogadores. Além de Lucas Hernández, Ramón Martínez e Di Santo, o diretor de futebol foi o responsável pela vinda do goleiro Wilson em 2019. Nesta temporada, o executivo trouxe o lateral-direito Mailton, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, o volante Allan, os meia-atacantes Dylan Borrero, Hyoran e Savarino e o atacante Diego Tardelli.

Marques

Assim como Rui Costa, o trabalho de Marques na diretoria do Atlético sempre foi questionado pelos torcedores. Apesar de ser ídolo, o ex-atacante desapontou nas funções em que exerceu no clube.

Marques chegou ao Atlético em dezembro de 2017 para assumir a coordenação das categorias de base no lugar de André Figueiredo, demitido pelo presidente Sérgio Sette Câmara. A missão do ex-jogador era revelar mais atletas para o clube.

Em outubro de 2018, foi promovido à diretor de futebol do time profissional após a demissão de Alexandre Gallo, outro bastante criticado pela torcida devido às contratações questionáveis durante a temporada. Depois da contratação de Rui Costa, Marques continuou na equipe principal e foi deslocado para a função de gerente de futebol.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Jogador afirmou não guardar mágoa do Cruzeiro e disse que tem amigos no clube celeste.

    Acessar Link