Notícias

Covid-19: análise de esgoto aponta aumento de infectados em Belo Horizonte

Mais de 30 pontos estão sendo monitorados pela Universidade Federal de Minas Gerais

Por João Felipe Lolli , 20/11/2020 às 17:50
atualizado em: 20/11/2020 às 20:27

Texto:

Foto: Mara Damasceno/PBH
Mara Damasceno/PBH

Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que monitora a covid-19 nos esgotos de Belo Horizonte e Contagem, também registra aumento de carga viral nas últimas quatro semanas. Mais de 30 pontos estão sendo monitorados. 

Na semana de 7 a 13 de novembro, foram estimados 569.181 casos na capital. Para Contagem, a pesquisa estima cerca de 100 mil casos, assim como nas duas semanas anteriores.

Todas as regiões monitoradas, nas bacias do Arrudas e do Onça, voltaram a apresentar resultados positivos para a detecção do novo coronavírus. Na bacia do Arrudas, foi registrada tendência de aumento dos percentuais de população infectada nas últimas seis semanas de monitoramento; na bacia do Onça, apesar de uma redução gradativa, nas últimas quatro semanas de monitoramento, observou-se tendência geral de aumento em relação à média das duas semanas anteriores.

O projeto conta com parceria da Copasa, empresa de saneamento de Minas Gerais, do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) e da Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES). 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽Candidato da situação foi eleito para a presidência do Conselho Deliberativo no triênio 2021-2023. #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A partir de quarta uma frente fria chega ao Sudeste do país, o que favorece o cenário. #Itatiaia

    Acessar Link