Notícias

No Rio, Eduardo Paes se consolida em 1º; Crivella, Martha e Benedita brigam pelo 2º lugar

Por Agência Estado, 16/10/2020 às 06:27
atualizado em: 16/10/2020 às 08:38

Texto:

Foto: Divulgação
Divulgação

O ex-prefeito do Rio Eduardo Paes, candidato à prefeitura da capital fluminense pelo DEM, segue liderando as intenções de voto para a eleição de novembro, segundo pesquisa do Ibope divulgada pela Rede Globo na noite dessa quinta-feira (15).

Segundo o instituto, Paes tem 30% das intenções de votos - três pontos porcentuais a mais do que na pesquisa anterior, divulgada em 2 de outubro. O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que tenta a reeleição, figura em segundo lugar, com 12% das intenções de voto, o mesmo da pesquisa anterior. Como a margem de erro é de três pontos para mais ou para menos, a diferença entre eles é de no mínimo doze e no máximo de 24 pontos.

Em seguida, estão coladas a deputada estadual Martha Rocha (PDT) com 8% das intenções de voto e Benedita da Silva (PT), com 7%. Ambas têm os mesmos índices da sondagem anterior. Embora numericamente colocadas em terceiro e quarto, as duas candidatas podem ser consideradas tecnicamente empatadas em segundo lugar com Crivella, dentro da margem de erro.

Eduardo Bandeira de Mello (Rede), Renata Souza (PSOL) e Luiz Lima (PSL) estão empatados em seguida, todos com 3%. Na pesquisa anterior, Bandeira de Mello e Renata estavam com 2% e Lima tinha 1%. Cyro Garcia (PSTU) tem 2% - tinha 3% na pesquisa anterior. Depois aparecem, empatados com 1% das intenções de voto, Clarissa Garotinho (PROS), que tinha 2% na pesquisa anterior, Fred Luz (Novo) e Paulo Messina (MDB), que não haviam pontuado na primeira sondagem.

Glória Heloiza (PSC) e Henrique Simonard (PCO) tiveram menos de 1% das intenções de voto, e Suêd Haidar (PMB) não pontuou.

Brancos e nulos somariam 23% dos votos (eram 28% na pesquisa anterior), e 5% não souberam ou não quiseram responder (eram 7% na primeira sondagem). Na projeção de segundo turno, o Ibope testou apenas uma disputa entre Paes e Crivella. Paes teria 50% dos votos, enquanto o atual prefeito receberia 21%; 25% votariam branco ou nulo; e 4% não sabem ou não responderam.

Rejeição

O Ibope testou também a rejeição dos candidatos a prefeito do Rio, perguntando em qual candidato os eleitores não votariam em nenhuma hipótese. Crivella foi o mais rejeitado, com 57% de entrevistados que disseram que não lhe dariam o voto. Em seguida vieram Clarissa Garotinho (40% de rejeição), Eduardo Paes (30%), Benedita da Silva (29%), Cyro Garcia (16%), Luiz Lima (10%), Martha Rocha, Fred Luz e Paulo Messina (rejeitados por 9%). A rejeição de Bandeira de Mello, Glória Heloiza, Renata Souza e Suêd Haidar ficou em 8%; 7% não votariam em Henrique Simonard; 7% não sabem ou não responderam; e 1% poderia votar em todos.

A pesquisa divulgada nesta quinta-feira foi a primeira do instituto a ouvir eleitores após o início da propaganda eleitoral na TV e no rádio, que começou na última sexta-feira, 9. O primeiro levantamento do Ibope sobre as intenções de voto para prefeito do Rio foi divulgado em 2 de outubro.

Nos primeiros dias de campanha no horário eleitoral gratuito, Crivella tem tentado colar sua imagem na do presidente Jair Bolsonaro, que não declarou apoio aberto ao prefeito. Paes, Martha e Benedita, por sua vez, têm buscado se apresentar ou falar sobre suas experiências em cargos que já ocuparam.

A pesquisa, contratada pela TV Globo, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo RJ-09221/2020. O nível de confiança estimado é de 95%, ou seja, o levantamento tem 95% de chance de representar a realidade. O Ibope ouviu 1.001 pessoas entre os dias 13 e 15 de outubro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link